Ácidos Graxos Ômega

A disponibilidade dos ácidos graxos do tipo ômega (ω) depende do fornecimento alimentar. Portanto, torna-se necessário conhecer, dentro os alimentos que compões a dieta habitual, aqueles alimentos que fornecem esses ácidos graxos.
O uso de peixes marinhos, ricos em ácidos graxos ômega-3, tem sido preconizado como agente farmaconutricional com propriedades antiinflamatória e imunoativas. A família ômega-3 compreende os ácidos alfa-linolênico, eicosapentaenóico e docosahexaenóico. São encontrados em concentrações mais expressivas em lipídios de peixes e animais marinhos, especialmente aqueles procedentes de regiões frias.
Os ácidos graxos ω-3 destacam-se, desde que em proporções adequadas, como controle de fatores de risco das doenças cardíacas e vasculares. Estudos epidemiológicos correlacionam a baixa incidência de doenças cardiovasculares nos esquimós e japoneses, devido ao consumo deste tipo de ácido graxo.

São precursores dos eicosanóides, substâncias com atividades fisiológicas e farmacológicas – tromboxanas, prostaglandinas, prostaciclinas e leucotrienos. Há evidências de que os ácidos graxos ω-3 e ω-6 sejam protetores contra o envelhecimento, pois são essenciais às membranas, ao bom funcionamento das vistas, ao desenvolvimento do cérebro e do sistema nervoso, etc.
O termo eicosanóides refere-se a um grupo de ácidos graxos oxigenados compostos por 20 carbonos, sendo o maior precursor o ácido araquidônico. São formados por vias compostas pelas enzimas ciclooxigenase, lipoxigenase e epoxigenase. Os eicosanóides formados pelas duas primeiras enzimas originam metabólitos relacionados às reações inflamatórias.
Estudos epidemiológicos sugerem que os ácidos graxos ω-3 possuem efeito na prevenção de câncer, enquanto que os ω-6 exercem efeitos como mediadores da inflamação, agindo sobre o sistema imune.
Devido aos estudos com os eicosanóides tem se conhecido as suas ações vasculares e hemostáticas, entre outros efeitos benéficos relacionados com dietas suplementares de peixes ou óleos de peixes e derivados de ômega-3.
Tenho certeza de que os apreciadores de comida japonesa que gostam de comer salmão e atum na sua forma natural (cru) irão apreciar – e muito – esta postagem...

Autora: Márcia Keller Alves




Nutrissoma - Rua Marquês do Pombal, 1824/303 - Higienópolis- Porto Alegre-RS Fone:(51)33614012